A “cuppa” tea?

Um dos hábitos mais famosos dos britânicos é o tal do chá da tarde. Vemos a cena do chá presente nos filmes, nos livros, em piadinhas e até em guias de turismo. Agora, será que a realidade do dia a dia é tão exagerada assim como vemos por aí?

Sobre os britânicos, eu não sei dizer. Mas os irlandeses são grandes bebedores de chá sim, senhor! E, como muito dos hábitos dos dois povos é o mesmo, eu acredito que o que serve para um, serve para o outro. Antes de vir para cá eu ouvia dizer que, para o irlandês, qualquer ocasião é uma oportunidade para beber cerveja. Depois de todo esse tempo com as minhas duas famílias posso dizer que qualquer ocasião é oportunidade para beber chá, isso sim!

De manhã, as chefas gostam de tomar café. Mas, durante o resto do dia, o chá se faz presente. No meio da manhã, após o almoço, à tarde, antes de dormir. Ah, ela saiu para ir ao mercado? Na volta ela tomará um chá, com certeza. Amigas vieram visitar? Opa, liga a kettle e prepara o chá para todo mundo! Ela disse que está com sede? Será que vai beber água? Imagina, bebe chá que é melhor para refrescar, ué?!

O chá do dia a dia é básico, o famoso earl gray ou “regular tea”, como eles dizem. Mas, para ocasiões especiais, entram chá de ervas, chás envelhecidos, chás australianos, indianos e por aí vai. A maioria das pessoas por aqui toma o chá sem açúcar, bleh! Já o meu tem “two sugars”, o que significa duas colheres de açúcar. E quando eu digo “two sugars, please” sempre recebo uma cara de reprovação, como se estivesse estragando o chá ¬¬

Mas a regra mais fundamental do chá aqui é a presença do leite. Funciona assim: você coloca o sachê do chá, enche a caneca de água e deixa apenas uns três dedos para a borda, espera um pouco, tira o sachê e completa com dois dedos de leite gelado. Não existe chá sem leite aqui. Pode parecer estranho, mas é genial e faz total sentido, pois fica muito, muito melhor!

Quase nunca, o chá vem sozinho. Um dia é um cookie, no outro um pedaço de chocolate, um bolo ou uma tortinha. Quando eu comecei a trabalhar com a Mags e ela me oferecia chá, eu achava que ela estava sendo legal, pois sempre acompanhava o chá com algo. Mas hoje eu percebo que, para eles, é quase um pecado tomar o chá sem nada junto =P

E sabe qual é o engraçado da história? Essa moda pega. Claro, eu sempre gostei de chá, mesmo no Brasil. Mas, quando eu ainda morava no apartamento com as meninas, ficava mais no leite com chocolate. Foi mudar aqui pra casa da Mary Rose e comecei a tomar chá todos os dias de manhã, além do chá à tarde na Mags. O inverno chegou e comecei a tomar o chá todas as vezes em que chegava em casa, para esquentar. Não vivo mais sem!

Hoje mesmo, após dar uma voltinha no Sea Front e enfrentar o vento absurdamente gelado, eu e o Airt tomamos chá (earl gray para mim, camomila para ele) e comemos pedaços do papai noel de chocolate que ele ganhou de natal. Vê se pode, até o pequeno de dois anos e meio é viciado no negócio!

Claro que essa é a versão pouco glamourosa da coisa, porque é o chá do dia a dia, no meio das tarefas, uma pausa para relaxar. Mas alguns restaurantes e hotéis servem a versão de luxo do chá da tarde, com louças bonitas, diversos bolos decorados, biscoitos finos. Eu sempre quis ir, mas o preço é bem alto. Acho que vou me contentar com o meu chá na caneca mesmo, com um cookie de chocolate para acompanhar =)

P.S. Estou a três dias de viajar. Estou com dor de barriga. Obrigada.

Anúncios